Para quem utiliza o metrô diariamente fica difícil imaginar como seria possível o acesso às plataformas de embarque sem as escadas rolantes. O mesmo acontece nas estações de trem e nos aeroportos, só para citar os lugares onde o fluxo de pessoas é maior.

Mas, na verdade, esse equipamento criado há mais de 100 anos, é uma verdadeira mão na roda para o deslocamento de pessoas com rapidez e segurança. Tanto que hoje são indispensáveis para melhorar a mobilidade urbana em diferentes ambientes, como shopping centers, universidades, teatros, museus, hospitais, entre outros.   

Conhecida como elevador inclinado, a primeira escada rolante foi instalada nos Estados Unidos. Com o tempo, a tecnologia foi aperfeiçoada e hoje estão presentes em grande escala no mundo. Estima-se que transportem mais de 100 bilhões de pessoas/ano nos EUA.

Por aqui, a tecnologia chegou no final dos anos 40 para atender, principalmente as lojas de departamentos. Mas com o crescimento dos shoppings e a expansão do Metrô com as estações subterrâneas, começaram a se popularizar.

Não há um dado preciso de quantas escadas rolantes estejam instaladas no Brasil, mas a estimativa é que existam mais de 30.000 unidades no país. Para efeito comparativo, só no Metrô de São Paulo, o pico de transporte do sistema, em um dia de operação, chegou a 5,3 milhões de pessoas, antes da pandemia. Uma escada rolante chega a transportar até 100.000 pessoas em um único dia no horário de pico do metrô paulista.

Modelos para cada tipo de projeto

Há uma grande variedade de modelos de escadas rolantes em operação, para atender projetos distintos. A capacidade de transporte é uma das variáveis na hora de escolher qual tipo de escada rolante melhor atende às necessidades da construção. A largura do degrau e a velocidade determinam a capacidade que pode variar entre 4.500 a 13.500 pessoas por hora. O tamanho também varia e existem modelos de apenas 9 metros até os que medem 54 metros.

Dependendo do local onde será instalada é possível atender alguma especificidades como pisos antiderrapantes e até unidades para resfriar o corrimão em lugares muito quentes. Já falamos aqui no blog sobre alguns projetos bem inusitados.

Mas, os principais atributos de um bom equipamento estão relacionados à capacidade de desempenho e à segurança no transporte das pessoas.   

Por isso, hoje o mercado oferece soluções para atender às necessidades de cada projeto, a partir da oferta de produtos com uma melhor relação custo x benefício, até os especiais, com detalhes que fogem ao padrão.

Para esses casos, é possível customizar o equipamento com opções de cores para o corrimão e a balaustrada, parte lateral da escada.     

Vale destacar também, que a escada rolante pode durar muitos anos, desde que o equipamento tenha uma manutenção adequada. Em média são 30 anos de uso, antes de uma modernização para um up grade.

Redução de energia

O produto agrega ainda uma combinação de inovações tecnológicas e sistemas inteligentes que contribuem para a eficiência energética dos empreendimentos. O inversor de frequência de velocidade é uma delas. Com esta tecnologia é possível ajustar automaticamente a operação da escada ao fluxo de pessoas. Na prática, quando o equipamento não estiver em uso, a velocidade é automaticamente reduzida, com uma economia de energia que pode chegar a 30%.  

Outros modos operacionais como stand-by (espera) ou sleep (inativo) e a opção de acionamento regenerativo também podem tornar a escada rolante mais eficiente em termos de energia, além da iluminação em LED. Dependendo do projeto é possível iluminar o rodapé da escada rolante, os degraus, sob os corrimãos, bem como as áreas de embarque e desembarque, ampliando a segurança dos passageiros.  

Movimento seguro

A preocupação com a higienização das superfícies é hoje prioritária devido à pandemia do novo coronavírus. E o corrimão da escada rolante é um ambiente vulnerável, pois as pessoas precisam colocar as mãos sobre eles por medida de segurança. Para evitar qualquer tipo de contaminação, já existem soluções como o esterilizador de corrimão com raios UV-C que possuem uma resposta muito positiva, eliminando 99,9% dos vírus e bactérias.

Além da preocupação com a limpeza, o uso da escada rolante requer atenção por parte das pessoas. Por ter um movimento contínuo e com velocidade, o equipamento requer alguns cuidados por parte de quem o utiliza, principalmente as crianças e os idosos.  Elaboramos algumas dicas para uma relação amigável com esse equipamento que faz parte do nosso dia a dia que vale a pena ler.

Conheça nosso portfólio de escadas rolantes e escolha o modelo que melhor atende o seu projeto. 

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>