Está acessando este conteúdo pelo computador? Talvez usando o smartphone? Vai dar uma caminhada pelas ruas ao final do dia ou prefere espairecer lendo um livro ou assistindo a um filme da poltrona de casa?

As possibilidades que temos diante de nós, diariamente, são muitas, mas praticamente em todas elas há algo em comum: a presença da engenharia.

Talvez você não tenha simplesmente notado, mas a maioria dos itens que temos ou utilizamos, como os citados acima – computador, smartphone, livro, poltrona e até mesmo as ruas – existe graças à participação de um engenheiro que, ao transformar uma ideia, cria algo concreto.

Por isso, é imperativo dizer que a engenharia mudou as nossas vidas e continua na vanguarda das transformações que estão acontecendo no mundo, como na área da tecnologia. Uma evolução constante, veloz e que não tem data para terminar.

Os profissionais das diversas formações visitadas pela engenharia (mecânica, computação, elétrica, produção, mecatrônica, aeronáutica, alimentos, manutenção etc.) são indispensáveis para ampliar a infraestrutura em favor da melhoria da qualidade de vida e dos serviços e até mesmo para solucionar problemas de caráter econômico e social.

Portanto, ao comemorar, em 10 de abril, o Dia da Engenharia é relevante celebrar todos os caminhos percorridos por profissionais dessa área distinta.

Dentro de casa: oportunidade e evolução

São incontáveis os engenheiros que estão na linha de frente de diversos setores, de inúmeras empresas, desenvolvendo produtos e contribuindo para essa qualidade de vida e um dia a dia mais eficiente e completo.

Lisiane Kopf, engenheira elétrica TKE.

A TKE é um exemplo latente da participação de engenheiros em várias áreas, ocupando cargos diversos e de liderança, e em áreas distintas desde o desenvolvimento de novos produtos até a produção industrial, entre outras.

Segundo Lisiane Kopf, engenheira elétrica que integra o time TKE, isso se explica, pois a formação em engenharia permite uma atuação mais ampla e abrangente, a partir das habilidades desenvolvidas. Na empresa desde a época de estágio, a profissional, hoje responsável pela área de excelência operacional, destaca algumas das principais características que não podem faltar a quem opta por essa profissão. De acordo com ela, os profissionais que trilham carreira nessa área são aqueles que trazem dentro de si a inovação e buscam construir coisas diferentes para melhorar os processos. “Um perfil de quem pensa ‘fora da caixa’ e deseja descobrir coisas novas”, define.

Para ela, entre os muitos aspectos que denotam a constante evolução da engenharia, um se destaca e diz respeito ao seu dia a dia: a participação cada vez maior da mulher no papel de engenheira, apesar de se tratar de um campo de trabalho ainda dominado pelos homens.

De acordo com informações do Conselho Federal de Engenharia e Arquitetura (Confea), o percentual de mulheres registradas como engenheiras no Brasil em 2018 correspondia a aproximadamente 14,5% do total. Porém, a entidade afirma que é um número em crescimento, fato reforçado pela própria Lisiane ao relatar a presença de jovens engenheiras em seu time. “A evolução da engenharia passa também por essa quebra de paradigmas”, comenta.

Desafios para todos

Mesmo sendo uma área com predomínio masculino, o engenheiro Fábio Speggiorin enfrentou vários desafios para chegar ao atual patamar: atua há 13 anos fora do Brasil e está hoje, nos Estados Unidos, na linha de frente de lançamentos mundiais da TKE como o MAX, solução de manutenção preditiva, e o MULTI, primeiro elevador sem cabos do mundo e que se move na vertical e na horizontal.

Fábio Speggiorin, engenheiro elétrico da TKE.

Também formado em engenharia elétrica, construiu a carreira na área de Pesquisa e Desenvolvimento de Produto (P&D), na qual começou como estagiário. “Sempre vi, a partir da engenharia, o que está acontecendo no mundo. Uma visão global mesmo e que, na minha época, deu um salto com o surgimento da internet e as possibilidades ainda embrionárias que davam conta do seu impacto para a ciência e para a conectividade entre as pessoas”, explica.

As possibilidades, a partir daí, foram se desenvolvendo e hoje estão presentes em máquinas mais inteligentes e conectadas, com uma mudança significativa no desenvolvimento de produtos digitais e uma inteligência aplicada em machine learning.

Evolução que foi acompanhada pelo segmento de elevadores, com a tecnologia sendo aplicada, cada vez mais, para garantir a mobilidade das pessoas, desde que elas entram em um prédio até o seu destino final, o que pode explicar o crescimento da taxa de engenheiros de softwares em projetos mundiais nessa área.

Um futuro com mais novidades

Como o verbo inovar pauta e estimula a engenharia cada vez mais, tanto Speggiorin como Lisiane usaram as mesmas palavras para descrever o futuro dessa profissão: “o céu é o limite”.

É justo dizer que não estão enganados, visto a necessidade cada vez maior de dirigir esforços para substituir o trabalho braçal, criando possibilidades para que todos possam aproveitar a vida com mais qualidade.  

Para Lisiane, a evolução tem sido tão rápida que fica até difícil prever o futuro. Mas, segundo ela, já estamos caminhando para tornar realidade o que até hoje só vimos em filmes e desenhos animados, como carros voadores.

Com visão ampla também sobre a força da engenharia nos mais variados campos, Speggiorin cita como tendências para o futuro os carros autônomos e os robôs domésticos como tecnologias que vão ganhar força na rotina das pessoas. Também destaca a importância da preservação do meio ambiente, a partir do uso de energias renováveis, e o crescimento da engenharia biomédica, com a aplicação de inovações para a saúde da população. O próprio momento que o mundo está vivendo, em virtude da pandemia, desenhou algo novo, mostrando que é possível fazer várias coisas de jeitos diferentes. Por isso, inúmeras situações e fatos devem ser levados em conta pelas diversas profissões, incluindo a engenharia que sempre mostrou que os desafios são bem-vindos, pois tem sempre um engenheiro pronto para assumi-los.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>