O dia a dia de um hospital requer soluções para atender o grande fluxo de pessoas que recebe (médicos, funcionários e pacientes), bem como de materiais (suprimentos, equipamentos, alimentos, roupas de cama, etc).

Uma verdadeira engrenagem de gestão que, nos últimos anos, vem se modernizando para atender às necessidades dos pacientes no que se refere à saúde, mas também para proporcionar conforto e segurança.

Elevador maca-leito

A mobilidade é um dos desafios dos projetos para o segmento hospitalar. Para o transporte de equipes médicas, pacientes e todos os insumos que um hospital precisa, os elevadores precisam ser especiais.

O elevador de maca-leito é o destaque da categoria. Por isso, segue altos níveis de exigência para ser fabricado. As dimensões da cabina, por exemplo, precisam ter 1,2 metro de largura por 2,2 metros de cumprimento e  portas com 1,10 metro, de acordo com a norma NBR 14.712. No total, ele pode transportar até 900 quilos, ou equivalente a 26 passageiros.

Por questões sanitárias, o revestimento do elevador maca-leito é todo em aço inoxidável e as botoeiras resistentes ao uso constante. O elevador hospitalar possui ainda guarda-corpo ao fundo e nas duas laterais da cabina, além de bate-maca, um reforço para evitar danos ao equipamento.

O elevador maca-leito foi projetado para oferecer conforto  segurança.

Até no heliponto

Ainda como item de segurança, em situações de urgência, é possível acionar a Emergência Hospitalar, uma chave na botoeira para total controle do elevador até o pavimento mais próximo.

E em hospitais de grande porte com heliponto, existe a opção de instalar um elevador especial para transportar o paciente direto da aeronove para dentro do hospital e vice-versa, sem grandes manobras.

Gestão e manutenção eficientes

Os projetos de elevadores para o segmento hospitalar também primam pelo uso da tecnologia para uma maior eficiência em uma área de alta complexidade, onde salvar vidas é a prioridade.

Por meio do sistema AGILE Gestão de Elevadores é possível programar o uso dos elevadores, de acordo com a demanda do hospital. Por exemplo, enviar um equipamento para um andar específico ou limitar o acesso a lugares prioritários como UTI’s e berçários.

O software pode ser instalado nos computadores da sala de controle do hospital, mas tem uma versão mobile que o administrador hospitalar pode baixar no smartphone para ganhar tempo e agilidade quando precisar programar uma das funções disponíveis.

Manutenção preditiva

E para a manutenção dos elevadores, a opção mais inovadora é o MAX. Com ele é possível monitorar as condições técnicas dos comp0nentes dos elevadores em tempo real, 24 horas por dia, e traçar um diagnóstico das suas reais condições.

Com essas informações, os técnicos podem agir de forma preditiva para solucionar uma falha, ampliando a disponibilidade dos elevadores para quem realmente precisa, quando fatores como tempo e deslocamento são prioritários, como nos hospitais.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>