Os condomínios investem em várias soluções para aumentar a segurança de quem mora e trabalha em edifícios. E o elevador é um coadjuvante importante, pois é por ele que as pessoas se movimentam pelos prédios comercias e residenciais.

Hoje, já existem tecnologias no mercado para auxiliar na gestão do condomínio, das mais simples até as mais sofisticadas. Com elas é possível bloquear o andar de um hotel para garantir a privacidade de um hóspede importante, como também, programar um elevador para atender com exclusividade um andar onde fica a sala do CEO da empresa, por exemplo.

Por trás dessas operações estão comandos que controlam o elevador, a partir de softwares de gestão, sistemas de biometria, aplicativos, senhas e cartões.

Tudo é pensado para melhorar a interação entre o passageiro e o elevador para que os deslocamentos entre os andares possam ser mais eficientes, seguros e ágeis.

Identificação digital

As soluções mais simples para o condomínio ampliar a segurança, a partir do acesso ao elevador é o sistema de senhas. Muito comum em prédios residenciais, essa opção requer um totem onde o morador vai digitar sua senha para liberar o elevador, como se fosse digitar o andar nos botões de chamada.     

Para quem quer um pouco mais de sofisticação, o sistema de biometria digital é o recurso ideal. Com ele, o acesso aos andares pelo elevador só é permitido às pessoas cadastradas previamente no sistema, sejam moradores, pessoas que trabalham no prédio ou visitas.

Similar à tecnologia utilizada para a identificação digital em passaportes, o sistema cadastra as pessoas por meio da leitura ótica das impressões digitais. O processo é rápido e eficiente. Em um segundo e meio, o software compara a imagem recebida com os dados cadastrados com 100% de segurança.

Para liberar o acesso ao andar, ao entrar no elevador, a pessoa só precisa colocar a digital em um sensor dentro do elevador que efetua a leitura dos dados e automaticamente libera o acesso do morador ou visitante.

O sistema também possui recursos mais sofisticados e que ampliam os benefícios de segurança. É possível instalar um sistema eletrônico que restringe o acesso ao elevador, a partir de senhas secretas para chamadas de cada andar e, a partir de um software de gerenciamento rastrear os passos de uma pessoa pelo condomínio, memorizando o horário e os lugares por onde ela passou.

Gestão dos elevadores

Para prédios comerciais onde a demanda de tráfego é diferenciada, a gestão dos elevadores é integrada à infraestrutura de automação do condomínio. Desta forma, a administração tem como supervisionar, gerir e otimizar a operação dos elevadores, de acordo com as necessidades diárias.

O sistema de gerenciamento inteligente reúne várias soluções, a partir de um software de gestão que pode ser instalado nos computadores da sala de controle da segurança do edifício ou até mesmo no smartphone do gerente do edifício.

Na prática é possível programar os elevadores para atender andares específicos quando houver um evento, por exemplo, que aumentará o fluxo de pessoas em um determinado período, bem como nos horários de maior tráfego. 

Essa funcionalidade interligada com o sistema de antecipação de chamadas garante mais segurança no acesso ao edifício. Por meio de catracas conectadas ao sistema, quando a pessoa passa o crachá para liberar sua entrada, automaticamente é direcionada ao elevador que já está programado para atender o andar que ele vai.

O recurso é uma das soluções do sistema de antecipação de chamadas que pode direcionar os passageiros para um grupo de elevadores já previamente definidos, de acordo com o andar de destino programado para atender essas chamadas. 

A mesma tecnologia permite ao condomínio configurar o elevador para atender com exclusividade o presidente de uma empresa, por exemplo, garantindo a ele privacidade e segurança.  Assim, quando ele chega ao edifício já terá um elevador para atendê-lo e que o levará até o seu andar sem paradas.

A chamada vip também cumpre essa função, mas o operacional é por meio de uma senha que precisa ser digitada no terminal de antecipação de chamada. Com ela, o gerente pode cadastrar um elevador para atender apenas em modo vip o andar determinado com exclusividade. Pela central de monitoramento e automação do prédio também é possível destinar um elevador para atender com exclusividade um andar sem o uso de senhas.

Conexão via App

Acompanhando a tendência do mundo digital, o elevador também pode ser acessado por aplicativo e funcionar como um aliado da segurança do prédio. A conexão é feita dentro do elevador e para liberar o acesso o passageiro pode acessar o app via smartphone ou bluetooth.  

A solução permite o cadastro de até 4.000 usuários diferentes. O próprio morador, em caso de prédio residencial, pode listar as pessoas que podem acessar o seu andar, como familiares, visitantes, empregados, etc. Também é possível acessar o sistema por meio de cartão RFDI, tag (espécie de chaveiro), ou com a digitação de senha, ampliando as possibilidades de uma chamada segura. É certo, porém, que as inovações não param e num futuro breve não estranhe se ao chegar ao prédio onde você mora ou trabalha, o elevador abrir a porta automaticamente, te levar para o seu andar e durante o trajeto tocar músicas da sua playlist, isso tudo, sem nenhum comando.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>