Cada vez mais, as cidades e os serviços públicos, como estações de metrô e trem, terminais e aeroportos, têm modificado suas estruturas para dar acessibilidade e qualidade de vida para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Essa preocupação em proporcionar a melhor mobilidade para todos também é observada em edifícios comerciais, hotéis e pousadas, teatros, shoppings, cinemas e demais locais que recebem grande volume de pessoas.

Eles estão equipados com soluções que garantem essa facilidade de deslocamentos. Falamos sobre algumas delas aqui.

O mesmo vale para empreendimentos residenciais, cujos novos já são construídos com todos os ambientes acessíveis e, os mais antigos, precisam se adaptar.

Tudo em atendimento ao Decreto 9.451, que entrou em vigor no início do ano e regulamenta o artigo 58 da Lei Brasileira de Inclusão. Essa legislação dispõe sobre a acessibilidade de edificações de uso privado multifamiliar.

Pelo previsto na legislação, as áreas de lazer dos condomínios merecem atenção especial, por receber diversas pessoas em um único momento, para confraternizações em áreas comuns, como churrasqueiras e salões de festas.

Como também, para proporcionar melhor deslocamento e acesso dos condôminos nos diferentes espaços, caso de piscinas, salões de jogos, quadras, academias, brinquedoteca, entre outros.

Como devem ser as áreas de lazer

Para ser acessível a qualquer pessoa que resida no condomínio, bem como aos visitantes e convidados, caso dos salões de festas, os ambientes de lazer dos condomínios devem ter instalados equipamentos específicos ou receber mudanças estruturais com obras.

Confira abaixo o que é preciso.

  • Rampas de acesso

Quando os espaços de lazer estiverem em terreno de desnível, por exemplo, uma churrasqueira, e o acesso a ela é por escadas, também é preciso ter rampas. Elas vão possibilitar o acesso de cadeirantes e de carrinhos de bebê. Além disso, tanto escada como rampa devem contar com corrimãos dos dois lados.

  • Sanitários

Em todos os ambientes de lazer há banheiros e para serem acessíveis devem atender alguns critérios definidos pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Entre eles ter barras de apoio, peças sanitárias específicas, espaço mínimo de circulação, largura de 1,2m no mínimo e piso antiderrapante.

  • Pisos com sinalização tátil

Destinado às pessoas com deficiência visual, os pisos táteis nas áreas de lazer devem estar instalados em rampas, nos pontos de acesso à piscina, na indicação de acesso aos elevadores e onde houver desnível. Esses pisos têm cor e textura diferentes e indicam o começo ou fim de determinado trecho e/ou o acesso a equipamentos e trechos em desnível.

  • Pisos antiderrapantes

Os pisos de espaços abertos, como das bordas da piscina e dos caminhos que dão acesso à piscina, às quadras e aos salões de festas, devem ser antiderrapantes. Nos locais comuns, onde não é possível trocar o piso liso pelo antiderrapante, há a possibilidade de colocar adesivos antiderrapantes, por exemplo, no acesso e na subida de escadas.

  • Portas Adaptadas

Para um cadeirante entrar no salão de festas, no espaço gourmet ou no salão de jogos, esses ambientes não podem ter uma porta comum. Conforme o que a ABNT estabelece, as portas desses locais devem ter no mínimo 80 centímetros de largura e maçanetas do tipo alavanca, para facilitar a abertura.

  • Piscinas

Além do piso antiderrapante, indispensável em qualquer condomínio com piscina, outros itens são importantes para proporcionar uma acessibilidade universal. Entre eles, degraus ou rampas submersas e antiderrapantes, corrimãos e barras de apoio.

Um produto que reúne várias funcionalidades e dá autonomia às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida é a cadeira de transferência para piscina. Com design clean, que se traduz em um produto compacto e de fácil instalação, porém robusto, a cadeira é uma solução inovadora e acessível aos condomínios.

Se você precisar de produtos para tornar mais acessível a piscina do seu condomínio ou outras áreas da sua residência, conheça o portfólio da nossa Divisão de Acessibilidade clicando aqui.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>