O novo Aeroporto Internacional de Macapá Alberto Alcolumbre acaba de ser inaugurado após passar por obras de reforma e ampliação. As novas instalações contam com o que há de mais moderno em infraestrutura, conforto, tecnologia e segurança. Com uma área de 27,2 mil m², o terminal poderá receber 5 milhões de passageiros por ano, duas vezes maior que a capacidade das antigas instalações, segundo a Infraero, administradora do terminal e responsável pelas obras.

A mobilidade das pessoas que chegam ou partem da capital amapaense está a cargo da thyssenkrupp Elevadores. São 22 equipamentos, entre elevadores, escadas rolantes e pontes de embarque que agregam tecnologias inovadoras presentes nos principais aeroportos do Brasil e que agora também estão disponíveis em Macapá.

Vídeo: Rafaella Magna/Infraero.

Elevadores

Os 13 elevadores são do modelo synergy, que opera sem casa de máquinas e tração sem engrenagem, por isso não precisa de muito espaço nem de óleo, contribuindo com a sustentabilidade do terminal. Cada um tem capacidade para transportar de oito a 14 pessoas.

Escadas rolantes

Ideal para locais com grande fluxo de pessoas como o aeroporto, as escadas rolantes no modelo velino têm capacidade de transportar 9 mil pessoas por hora. Para o novo terminal são seis, que ainda economizam energia, por conta de um sensor que mantém o equipamento em stand by quando não estiver em uso.

Fingers

O embarque e desembarque desde as aeronaves até o saguão e vice-versa é mais seguro por meio das três pontes de embarque da linha Apron Drive. O modelo é o mesmo encontrado nos aeroportos de Frankfurt, Londres, Los Angeles, Madri, Miami, Moscou Munique, Nova York, Paris, Toronto e Zurich.

Capilaridade

As inovações tecnológicas da thyssenkrupp fazem com que a empresa esteja presente em importantes aeroportos brasileiros, como o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo; o RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro; o Aeroporto Internacional de Brasília, na capital federal; o Aeroporto Internacional de Florianópolis, em Santa Catarina; o Aeroporto Internacional de Salvador, na Bahia; e o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, Minas Gerais.

O embarque e desembarque desde as aeronaves até o saguão e vice-versa é mais seguro por meio das três pontes de embarque da linha Apron Drive.

O embarque e desembarque desde as aeronaves até o saguão e vice-versa é mais seguro por meio das três pontes de embarque da linha Apron Drive. Foto: @uz7_spotting

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>