O ditado: fazer o bem sem olhar a quem é prática de quem tem o voluntariado como propósito de vida. Nem mesmo o cansaço diário, por conta da rotina de trabalho, impede as pessoas que carregam o propósito de ajudar ao próximo de dedicar parte do seu tempo a quem precisa. Os que assim agem, garantem que recebem muito mais em troca do que doam.

IMG-20180530-WA0000Sair da zona de conforto, oxigenar o dia a dia, melhorar a capacidade de relacionamento com as pessoas, estimular a colaboração, trocar experiências, ensinar e aprender. Essas são algumas das vantagens que encontramos ao conversar com dois colaboradores da thyssenkrupp que atuam como voluntários.
Alan Albanaz é engajado com o trabalho social desde a adolescência. Aos 12 anos ingressou como voluntário do Grupo de Escoteiros Manuel Ernesto Freire 169º SP, na Cidade de Guarujá, litoral de São Paulo, grupo em que atua até hoje. Já trabalhando na thyssenkrupp, ainda no início de suas atividades na empresa, passou a fazer parte do Comitê de Sustentabilidade, que tem como um de seus pilares, o desenvolvimento das ações de voluntariado.

De lá para cá sua contribuição em abastecer esta rede do bem só tem aumentado. Atualmente ele é um dos voluntários engajados no projeto social desenvolvido em parceria com a ONG Aldeias Infantis SOS para combater o desemprego juvenil, através da promoção de cursos de capacitação profissional, em Lorena, interior de São Paulo. O colaborador enfatiza a satisfação que possui ao fazer parte desta iniciativa. “Poder transferir aos jovens todo conhecimento do universo corporativo que obtenho em diversas áreas, preparando-os para o mercado de trabalho é gratificante. É realmente muito valioso poder ver o sorriso no rosto dos jovens e os aplausos a cada término de aula; isso nos dá a sensação de dever cumprido”, relata o Auxiliar de Almoxarifado da filial de Santos, litoral de São Paulo.

Ludgero Luciano da Costa também participa efetivamente das ações sociais da empresa desde 2016. Assim como Alan, ele também é um voluntário engajado no projeto de capacitação profissional do Aldeias Infantis SOS, em Lorena.

Aldeias Infantis SOS_ Lorena_SPPara ele, o projeto é uma via de mão dupla, em que tanto os voluntários, como os jovens assistidos pelo programa, saem beneficiados. “Após a aplicação das aulas, os jovens saem com a certeza de que podem vencer na vida, independente da classe social, bastando ter força de vontade, disciplina e foco na busca de seus sonhos. Eu, como colaborador voluntário, sinto-me enriquecido sob o aspecto pessoal e profissional, conseguindo desenvolver ainda mais minha empatia, solidariedade, aprendizado, liderança, além de humildade”, atesta o Consultor de Serviços da filial de São José dos Campos, interior de São Paulo.

Relatos como os de Alan e Ludgero comprovam a importância e o impacto positivo que o trabalho voluntário corporativo causa nas pessoas. Através da prática é possível humanizar as relações, envolver os colaboradores de uma empresa, além de construir uma imagem positiva perante o mercado.
Para conhecer mais sobre os projetos de voluntariados movidos pelos colaboradores da empresa acesse os posts “Trabalho voluntário cria rede do bem” e “Solidariedade impulsiona projetos e semeia o bem“.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>