O surgimento de novos empreendimentos em Campinas permitiu que o mercado da construção civil da região permanecesse aquecido nos últimos anos.

Segundo dados do Estudo do Mercado Imobiliário de Campinas, elaborado pelo Secovi-SP (Sindicato de Habitação) e pela Robert Zarif Assessoria Econômica, entre agosto de 2012 e julho de 2015  a cidade registrou o lançamento de 8.692 unidades habitacionais, sendo 8.242 verticais e 450 horizontais.

Apesar das incertezas do cenário econômico do país, os resultados da pesquisa apontam que há um aumento gradativo da procura por condomínios horizontais na região. Os empreendimentos atraem os campinenses pela segurança e comodidade que oferecem, como também, a possibilidade de valorização do imóvel.

Além da busca pelo conforto, há outro fator atrelado à ascensão dos condomínios horizontais na região; a busca por acessibilidade. Por isso, tendo em vista o aumento da expectativa de vida, o elevador residencial tem se consolidado no mercado de arquitetura, sendo inserido logo no início dos projetos das residências da cidade.  A solução contribui positivamente para maior facilidade de locomoção dos moradores e o acesso aos cômodos das residências.

Para Constanza Nassralla, Engenheira e Diretora da construtora GNO, referência na região pela construção de aproximadamente 200 residências em condomínios horizontais, a especificação do elevador nestes projetos tem como objetivo, priorizar a locomoção no futuro. “As casas são construídas para moradia definitiva, por isso, futuramente quando as escadas se tornarem um obstáculo à livre circulação, a projeção de um elevador é primordial.”, disse a engenheira.

Carlos Martins, proprietário de uma casa de dois andares no bairro Gramado, em Campinas, cujo projeto pertence à Construtora GNO, achou prudente a instalação do equipamento devido à segurança que ele proporciona. “Durante a construção de minha residência, recebi a notícia de que o pai de uma amiga havia sofrido um acidente sério na escada de sua casa, e por conta deste relato, a fim de evitar a mesma situação com meus pais, que são idosos, optei pela aquisição.”

Os benefícios alcançados com a instalação do elevador superaram as expectativas de Carlos. Além de contornar as limitações físicas que vieram com a idade de seus pais, a aquisição proporcionou maior qualidade de vida a ele, sua esposa e filhos, que moram na casa desde 2015.

“Pude perceber que a utilização do elevador reduziu o esforço empregado em transportar malas de viagens ao subir e descer as escadas. Agora é possível transportar as malas de uma só vez, reduzindo o nosso desgaste físico e possíveis quedas”.

O projeto da casa de Carlos contemplou um elevador do modelo Levità da thyssenkrupp com duas paradas, capacidade para atender até três pessoas ou 250 quilos e velocidade de 22 metros por minutos.
IMG_0002

BLOG

IMG_0012

IMG_0017

IMG_0021IMG_0005

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>