Há cinco anos, o combate à corrupção na esfera privada passou a ser mais rigoroso com a aprovação da Lei Anticorrupção 12.846/2013, que dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas, incluindo fundações, associações de entidades ou pessoas, pela prática de atos ilícitos contra a administração pública, nacional ou estrangeira.

A lei é um avanço, pois fomenta no ambiente empresarial uma cultura de ética e conformidade com a legislação que o País não tinha até então, como a exigência de sistemas de compliance para todas as empresas do mercado.

Na thyssenkrupp, o programa de compliance foi instituído em 2007, quando o assunto sequer existia nas relações empresariais. O programa possui duas diretrizes principais: a anticorrupção, que trata das relações com parceiros comerciais (clientes, fornecedores, consultores), sejam públicos ou privados; e antitruste, que aborda a relação com os concorrentes. O programa se desdobra em políticas e orientações, que buscam facilitar o entendimento e orientar as situações do dia a dia.

programa-de-compliance-thyssenkrupp-canal

A transparência nos processos é um dos diferenciais do programa. Os funcionários recebem informações por meio de canais de comunicação como o portal da empresa e o Manual do colaborador. Além disso, passam por treinamentos presenciais e a distância, a fim de assimilarem a cultura de compliance na empresa.

Na outra ponta do processo, os clientes também tem total liberdade para fazer uma denúncia sobre práticas inadequadas por parte dos colaboradores da empresa. A empresa coloca à disposição um serviço de atendimento para receber denúncias, com garantia de anonimato, ou seja, a identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo. As ligações para o 0800 892 3669 são gratuitas e o atendimento é 24 horas para qualquer dia da semana, de segunda a domingo.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>