Dados do Ministério da Ciência e Tecnologia mostram que 73% dos pesquisadores no Brasil estão na universidade, 11% nas empresas, e os demais trabalham no governo. Nos países da Europa e nos Estados Unidos, a proporção é inversa. Ou seja, a maioria dos pesquisadores atua nas empresas e a minoria na universidade. A comparação deixa claro o quanto a aproximação entre a universidade e as empresa é fundamental para se estabelecer a cultura da inovação através do conhecimento.
A busca por esse diferencial fez a thyssenkrupp dar passos importantes nos últimos anos na área de inovação. Em 2013, foi estruturada a área, hoje sob a gerência de Maurício Figueiredo Maciel. Um dos principais objetivos do departamento é desenvolver soluções inovadoras para atender as demandas locais e globais. Em 2015, a empresa buscou a aproximação com a universidade e iniciou suas atividades no Tecnopuc, parque tecnológico instalado na PUC do Rio Grande do Sul.
Segundo Evelin Bicca, Analista de Inovação, a parceria com a universidade através do Tecnopuc tem como objetivo acelerar a competitividade da empresa por meio da inovação. “Precisamos fugir dos vícios da rotina de quem está dentro do processo e se aproximar do que é novo em conhecimento que está na universidade”.
Em mais de dois anos e meio, a experiência tem sido muito rica para o desenvolvimento da área na empresa, a partir de várias iniciativas. Uma delas foi o primeiro programa de startups da empresa, o Open thyssenkrupp. “O programa foi um grande aprendizado e nos proporcionou uma mudança de cultura para a inovação. Tanto que já estamos pensando em realizar um novo programa de aceleração de startups”, destaca Evelin.
Em termos práticos, o trabalho rendeu projetos, como o relacionado à realidade virtual para a manutenção de elevadores, que está em fase piloto. Outro processo importante da área de inovação e que trouxe resultado para a empresa foi o suporte ao registro de patentes e de incentivos fiscais.
O reconhecimento mundial da matriz na Alemanha também impulsionou os projetos da área. “Fomos reconhecidos como um Research Innovation Center (RIC) e vamos começar a participar de projetos de inovação mundiais da thyssenkrupp”. No último concurso mundial de inovação da empresa, o Brasil apresentou três ideias, o melhor resultado até hoje.
Com fôlego para impulsionar ainda mais a área de Inovação, o departamento tem como meta firmar efetivamente projetos em parceria com a universidade já nos próximos meses. “Queremos ampliar a nossa participação em atividades acadêmicas, como por exemplo, sermos objeto de estudos de caso de trabalhos universitários”, destaca Evelin.
Administradora com ênfase em gestão para a inovação e liderança, Evelin acumula experiências na área com atuações na universidade, projetos de fomento, parques tecnológicos e na iniciativa privada. “Inovação para mim sempre foi muito mais do que uma temática, é estilo de vida, acreditar que as coisas podem ser diferentes”. Jeff Bezos, criador e CEO da Amazon, uma das primeiras empresas a apostar no comércio online, é para ela uma referência mundial na área de inovação. “Para mim ele é um exemplo de gestor, que sempre pensou em inovar com foco no consumidor, coisa que poucos fazem, mesmo parecendo óbvio. Além disso, tem uma história de vida que é inovadora. Largou um emprego milionário para ir atrás de um sonho e acabou criando uma das maiores empresas de comércio eletrônico do mundo, que mudou o conceito de comercialização de livros”, afirma Evelin. A frase dele que serve de inspiração para ela diz: “Você deve esperar não ser compreendido se quiser mesmo inovar”.
Legenda da foto: Equipe de Inovação da thyssenkrupp Elevadores (da esq.p/a dir.: Evelin Bicca, Alberto Tavares, Matheus Taquatiá e Christopher Pimentel

Equipe de Inovação da thyssenkrupp Elevadores (da esq.p/a dir.: Evelin Bicca, Alberto Tavares, Matheus Taquatiá e Christopher Pimentel)

 

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>