“Acreditamos que o comprometimento com uma política corporativa que valoriza e incentiva a diversidade é uma estratégia vital e um elemento muito importante para o sucesso da empresa a longo prazo”, afirma Gabriele Sons, Diretora de Recursos Humanos da thyssenkrupp Elevator AG.
Recentemente, Gabriele participou de um seminário na região Ásia-Pacífico no qual compareceram também outros 50 executivos da empresa para discutir as melhores práticas globais de empresas líderes e mostrar as vantagens da colaboração intercultural.

A diversidade já é um pilar da thyssenkrupp Elevator, que atualmente conta com clientes em 150 países, uma rede com mais de 50.000 funcionários composto de mais de 100 nacionalidades, espalhados por 900 filiais no mundo.

Gabriele Sons @ SHINE (c) thyssenkrupp

Também conta com uma rede global de especialistas que atuam em projetos de Pesquisa e Desenvolvimento, trabalhando por países, setores, culturas, sexos e faixas etárias diferentes com o intuito de fornecer soluções aos desafios do futuro, tornando as cidades, o melhor lugar para se viver.
”Como a empresa tem o objetivo de transformar a indústria do elevador por meio de inovações tecnológicas, a diversidade é um fator inestimável para determinar o modo como estruturamos nossa organização. Sendo assim, pontos de vistas diferentes nos estimulam a desafiar e a adaptar as novas ideias para impulsionar esta inovação”, avalia Gabriele.
O MAX, solução de manutenção e serviço preditivo da thyssenkrupp é uma prova do sucesso desta abordagem, pois foi desenvolvido por equipes da Europa, Ásia e das Américas, exigindo necessidades globais em cada etapa do processo de desenvolvimento.
Para liderar a diversidade, uma das metas corporativas da thyssenkrupp Elevadores é aumentar a proporção de mulheres em posições de liderança a nível mundial. Em 2014, 8,8% dos cargos de chefia eram ocupados por mulheres. Hoje são 10,2% e a meta é atingir 15% até 2020.
Com objetivo de alcançar esta meta, a thyssenkrupp desenvolveu algumas medidas, visando a conciliação da vida familiar e profissional, além do programa “We Help” lançado em setembro de 2015, que incentiva a integração dos refugiados. Através do programa, cerca de 400 vagas de estágio e de formação serão oferecidas nos próximos dois anos, sendo que 100 já foram preenchidos.
A Gestão da Diversidade e Inclusão integra a política de Recursos Humanos da thyssenkrupp com parte da Missão e Princípios da empresa que é signatária da “Carta da Diversidade”.

Let us SHINE (c) thyssenkrupp

Related Post