O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho, traz um alerta sobre a poluição do ar. Segundo a ONU, esse tipo de poluição está relacionado, principalmente, a cinco fontes: ambiente doméstico, indústrias, transporte, agropecuária e resíduos.

Um dos problemas graves apontado pela ONU é a queima de resíduos a céu aberto e a acumulação de lixo orgânico em aterros sanitários. Globalmente, estima-se que 40% dos resíduos são queimados a céu aberto e emitem dioxinas nocivas, metano e carbono negro na atmosfera.

Entre as soluções para este problema está a coleta, separação e descarte de resíduo sólido. Além disso, separar o lixo orgânico e transformá-lo em composto ou bioenergia melhora a fertilidade dos solos e/ou fornece uma fonte alternativa de energia.

Reciclagem

A nossa planta de elevadores, localizada em Guaíba (RS) adota medidas que servem de exemplo na reciclagem de resíduos. Hoje, 93% de todos os resíduos produzidos são reciclados, ou seja, têm uma destinação ambientalmente correta.  Por ano, são 2.700 toneladas de resíduos reciclados, como madeira, papelão e plástico, além de todos os metálicos.

O engajamento dos colaboradores neste processo é fundamental. Há mais de 20 anos, a coleta seletiva já faz parte do dia a dia da empresa, uma iniciativa de sucesso que ganhou outras proporções com a implantação de outras medidas, como o tratamento de efluentes.

Entre as soluções para a queima de resíduos a céu aberto e a acumulação de lixo orgânico em aterros sanitários está a coleta, separação e descarte de lixo sólido.

Entre as soluções para a queima de resíduos a céu aberto e a acumulação de lixo orgânico em aterros sanitários está a coleta, separação e descarte de resíduo sólido.

Tratamento de efluentes

São duas estações uma de tratamento de efluentes e outra de tratamento de esgoto sanitário que respondem pelo tratamento de 30 mil litros/dia de resíduos líquidos. Na primeira, os resíduos líquidos industriais do processo produtivo passam por um tratamento físico-químico e, ao fim deste procedimento, o efluente tratado é descartado no meio ambiente e o sólido é enviado para um aterro sanitário, devidamente licenciado pelos órgãos ambientais.

Na outra estação, o tratamento do esgoto sanitário é realizado através de bactérias que oxidam a matéria orgânica transformando-a em substâncias simples. Após ser tratado, o esgoto é descartado no meio ambiente sem gerar impactos negativos. A estação trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana.

Bog-sustenta-03

Estação de tratamento de esgoto sanitário na thyssenkrupp Elevadores em Guaíba-RS.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>