Os arranha-céus que já ultrapassam a marca de 280 metros de altura são uma marca registrada da cidade de Balneário Camboriú, situada no litoral norte de Santa Catarina.

Do alto de uma sacada se tem uma das mais belas paisagens das praias da região. Mas, para chegar até lá, o elevador é o transporte mais seguro e rápido. O percurso pode ser feito em equipamentos com velocidade de até 6 metros por segundo, os mais velozes atualmente nas construções da cidade.

A montagem de um elevador para prédios com esses diferenciais exige um planejamento diferenciado das equipes técnicas de engenharia, logística e instalação. Desafios que fogem do convencional, mas que já fazem parte do dia a dia dos profissionais da thyssenkrupp Elevadores, responsável pela instalação de elevadores em prédios de Balneário Camboriú, entre eles o Epic Tower e Infinity Coast, empreendimentos de 55 e 66 andares respectivamente, entregues este ano e o One Tower, empreendimento de 70 andares, em construção.

Nas alturas 

A cena é cinematográfica, mas é realidade: uma máquina de tração de elevador sendo içada a 161 metros de altura para atingir o topo do edifício onde será instalada. Devido ao peso de 1.600 quilos, o içamento é feito por uma grua. Depois é novamente erguida até o andar onde será instalada na casa de máquinas.

Toda essa manobra tem que ser repetida para o transporte de cada máquina dos dois elevadores que estão sendo instalados em um edifício residencial de alto padrão em Balneário Camboriú. O mesmo processo é realizado para içar a estrutura da cabina, a partir de um guincho com capacidade para 1.700 quilos.

Guias e cabos

Para cada componente do elevador um desafio diferente e uma solução inovadora.

As guias, por exemplo, que funcionam como trilhos para a movimentação perfeita do elevador, são instaladas a partir de um método chamado de False Car, utilizado para obras acima de 45 andares, devido ao peso dos componentes, cerca de 15 toneladas por equipamento. Com este método, as guias são empilhadas e já fixadas à estrutura do prédio, aumentando a segurança.

Com as guias já instaladas, os técnicos podem fazer a passagem dos cabos de tração, que sustentam o peso da cabina, uma manobra que exige atenção e assertividade. Um cabo por vez é fixado na estrutura com a ajuda de ferramentas para suportar o peso dos cabos. Para a obra em questão, foram cerca de 2.000 metros de cabos de aço para tracionar o equipamento, totalizando cerca de 1.500kg.

Guias já instaladas.

Guias já instaladas.

Maior desafio

Mas o maior desafio para as equipes de montagem é a instalação antecipada dos marcos de portas, diferencial da thyssenkrupp Elevadores que dá ao cliente a possibilidade de finalizar os acabamentos do hall antes da instalação do elevador.

Por ser um prédio alto, o risco de ocorrer um erro quanto à prumada é grande. Por isso, foi realizado um trabalho minucioso para conferir o alinhamento dentro da caixa de corrida, seguindo a prumada instalada, para determinar onde ficarão os acabamentos/marcos das portas antecipadamente.

A instalação completa dos elevadores deve ser concluída até setembro deste ano, totalizando 120 dias de trabalho na obra. Um esforço em equipe para proporcionar aos futuros moradores uma mobilidade segura e confortável pelos 47 andares do edifício.

Fotos: Divulgação FG Empreendimentos

Fotos: Infinity Coast: Justin JR Fotografia.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>