TWIN:  dois elevadores operando de forma independente em um mesmo poço.

Para aumentar a capacidade de transporte dos elevadores, utilizando uma menor área útil das edificações, bem como reduzir o consumo de energia, a thyssenkrupp desenvolveu o sistema TWIN.

Composto por dois elevadores que operam independentemente dentro do mesmo poço, a tecnologia exclusiva da empresa exige um espaço menor do que os elevadores convencionais, economizando 30% do espaço das áreas técnicas dos empreendimentos, e pode transportar até 40% mais passageiros que um elevador convencional, reduzindo o consumo de energia em 27%.

Cada TWIN tem seus principais componentes mecânicos e elétricos compartilhando as mesmas guias e portas de pavimento de um elevador simples.

Além de beneficiar o tráfego dos usuários, a solução reúne aspectos funcionais para os arquitetos, trazendo maior liberdade e espaço para criar.

Revisão da norma de cálculo de tráfego e a produtividade dos elevadores

Já em operação em países da Europa e da Ásia como também nos Estados Unidos, a tecnologia não pode ser aplicada no Brasil, porque a norma técnica NBR 5665, modelo adotado no país para o cálculo de tráfego do elevador, não considera a possibilidade de utilização de duas cabinas em uma mesma caixa de corrida.

Atualmente o cálculo utilizado é uma equação matemática, uma fórmula simplificada com variáveis pré-definidas e que tem um bom resultado para prédios de baixa complexidade, mas não contempla diferenças tecnológicas entre os equipamentos e as novas tecnologias disponíveis.

Para contribuir com este debate, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) está promovendo a revisão da NBR 5665, que rege o cálculo de tráfego em elevadores do Brasil. A Comissão de Estudo que está elaborando o texto base de revisão da norma atual, avalia o uso de simuladores para que os projetos mais complexos possam agregar novas tecnologias já disponíveis no mercado mundial, como duas cabinas ou dois elevadores em uma mesma caixa.

A expectativa é grande com os avanços que a revisão da norma trará para a indústria de elevadores. “Nosso objetivo é ter uma legislação que possa colocar o Brasil no patamar tecnológico mundial para que possamos atender melhor a demanda do usuário. Com o uso dos simuladores os projetistas terão maior assertividade, considerando para o cálculo, as melhores soluções, que no final do processo, irão atender com mais qualidade o consumidor final, o usuário de transporte vertical”, avalia Fábio Kipper, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da thyssenkrupp Elevadores.

TWIN BAIXA

 

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>