Aqueles que conhecem o dia a dia de um aeroporto sabem que agilidade e conforto são partes fundamentais para o atendimento de algumas das principais necessidades dos milhões de passageiros que por lá transitam.

Por isso, as tecnologias de mobilidade são cada vez mais importantes, pois contribuem para tornar todos os aspectos da experiência das pessoas mais agradável e eficiente.

A thyssenkrupp trabalha diariamente para cumprir a sua parte nesse processo e está sempre atenta a uma questão: a interação humana deve funcionar muito bem com a tecnologia dos seus equipamentos. Um exemplo são as pontes de embarque da marca que respondem pelo transporte de 1,8 bilhões de pessoas anualmente em aeroportos do mundo.

 “Nosso objetivo é melhorar a eficiência e a experiência do cliente nos aeroportos em todo o mundo. Por isso, investimos constantemente em sistemas inteligentes e digitalizados”, destaca Renato Medrado, Gerente de Projetos Especiais da thyssenkrupp Elevadores.

Confira cinco aeroportos que são exemplos de mobilidade e conforto.

Aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas (Barajas/Espanha)

Com volume médio de 58 milhões de passageiros somente em 2018, Barajas está entre os principais aeroportos da Europa e por lá operam cerca de 100 companhias aéreas de diversos países. A thyssenkrupp faz parte dessa história com o fornecimento de 81 modernas pontes de embarque, além de 79 elevadores, 73 esteiras rolantes e 58 escadas rolantes.

Aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas.

Aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas.

 

Aeroporto Internacional de Dubai (Dubai/EmiradosÁrabes)

Principal aeroporto do Oriente Médio, desde 2015 opera mais de seis mil voos semanais para cerca de 220 destinos, incluindo todos da companhia Emirates Airlines a partir de um terminal exclusivo. Por ano, recebe 35 milhões de passageiros, um fluxo intenso que ganha em rapidez e conforto com os equipamentos da thyssenkrupp: 406 elevadores, 169 escadas rolantes, 108 esteiras rolantes e 154 pontes de embarque, sendo que 25 unidades para receber o A380, maior avião em operação.

Aeroporto Internacional de Dubai.

Aeroporto Internacional de Dubai.

Aeroporto Internacional Pearson (Toronto/Canadá)

É o maior aeroporto do Canadá em termos de tráfego total de passageiros e o segundo maior da América do Norte em termos de tráfego internacional. Um total de 24,5 milhões de passageiros viajou por lá entre janeiro e junho de 2019.  Para atender a essa demanda, a thyssenkrupp assina mais de 400 equipamentos, incluindo elevadores, escadas e esteiras rolantes e pontes de embarque.

Aeroporto Internacional Pearson.

Aeroporto Internacional Pearson.

Aeroporto Internacional Beijing Daxing (Pequim/China)

O maior aeroporto do mundo se destaca por sua grandiosidade e estrutura no que se refere ao centro de controle de tráfego aéreo, hangar de aeronaves e centro de catering de companhias aéreas na Ásia. Em mobilidade não é diferente: são 116 equipamentos da marca thyssenkrupp, entre elevadores, escadas rolantes e pontes de embarque para transportar os 100 milhões de passageiros que frequentam o aeroporto anualmente.

Aeroporto Internacional Beijing Daxing.

Aeroporto Internacional Beijing Daxing.

Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos/Brasil)

O maior e mais movimentado aeroporto da América Latina, o GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, localizado em Guarulhos, pode receber até 123 aeronaves e só em 2018 registrou a movimentação recorde de 42 milhões de passageiros. Para garantir a mobilidade nos três terminais são mais de 200 equipamentos que estão sob os cuidados da thyssenkrupp entre elevadores, escadas e esteiras rolantes, pontes de embarque e produtos específicos para a acessibilidade, como as plataformas verticais.

Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos).

Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos).

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>