A Aldeias Infantis SOS Brasil paralisou suas atividades em grupo por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), mas sem deixar desamparadas as crianças e os jovens que participam de seus projetos de educação, esporte, lazer, geração de renda e empregabilidade.

Por meio de contato telefônico, WhatsApp, visitas domiciliares e rodas de conversas virtuais, a ONG mantém o atendimento às crianças e aos adolescentes que estão sob seus cuidados, tanto fora da organização, quanto dentro das casas-lares, e aos jovens que participam dos projetos de empregabilidade.

Para suprir as necessidades das famílias neste período, a instituição está promovendo a distribuição de cestas básicas. Com a iniciativa, espera atender 20 mil famílias, de norte a sul do país, em situação de alta vulnerabilidade, cujas crianças ou adolescentes estão inscritas nos projetos que desenvolve.

A ideia é oferecer um cartão “cesta alimentação”, no valor de R$300, com recursos para a alimentação básica e produtos de higiene para uma família de 6 pessoas pelo período de um mês. Com esta iniciativa, a organização também espera ajudar a movimentar e gerar renda para os pequenos comércios nas localidades.

Quem quiser participar da campanha pode obter mais informações aqui.

Projetos de qualificação

Como organização humanitária global, a Aldeias Infantis SOS Brasil (SOS Children’s Villages International) atua no mundo há mais de 70 anos e já atendeu mais de 4 milhões de pessoas em mais de 130 países. No Brasil, está presente há 53 anos, em 31 localidades de todo o país, e oferece atividades que geram impactos positivos para mais de 11 mil pessoas.

O Projeto SEED (Sustentar, Educar, Elevar, Desenvolver), iniciativa mundial da thyssenkrupp Elevadores, é um dos projetos em parceria com a Aldeias Infantis SOS no mundo. Por meio do trabalho voluntário de seus colaboradores, a empresa leva capacitação profissional a jovens do Brasil, Colômbia, Uruguai, Índia e Tailândia.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>